www.cumaru.pe.gov.br
Sábado 21 de Outubro de 2017 | 06h24m
CLIMA: clima Pancadas Isoladas | Mínima 22° | Máxima 31°

Campanhas

Vacinação

Vacinação

A vacinação é a maneira mais eficaz de prevenir doenças. O Brasil tem evoluído nos últimos anos nessa área, especialmente com a criação do Programa Nacional de Imunizações (PNI), em 1973, que facilitou o acesso da população às vacinas.

O cidadão tem que estar atento às campanhas e ao calendário de vacinação, que corresponde ao conjunto de vacinas prioritárias para o País. Todas elas são disponibilizadas gratuitamente nos postos da rede pública. São quatro os calendários de vacinação, voltados para públicos específicos: CRIANÇAS, ADOLESCENTES, ADULTOS E IDOSOS E POPULAÇÃO INDÍGENA.

Crianças, adolescentes e adultos precisam comparecer aos postos de saúde nos períodos de campanha e tomar todas as vacinas previstas. Só com todas as vacinas em dia o cidadão estará devidamente imunizado. As campanhas seguem suas datas pela necessidade da imunidade de um grupo, para que todos sejam vacinados naquele momento. Mas a vacina contra pólio, por exemplo, pode ser administrada em seguida. 

Apesar de não haver um calendário específico, o público feminino tem uma atenção especial, principalmente as gestantes. Mulheres de 12 a 49 anos que não receberam a tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) na infância devem procurar um posto de saúde, antes da gestação, para evitar a transmissão da rubéola para o bebê. A dupla adulto e a vacina contra a hepatite B também devem ser administradas para que recém nascido não corra o risco de sofrer com doenças como o tétano neonatal e hepatite B. As mulheres grávidas também fazem parte do público alvo da vacina contra a gripe. 

Os avanços tecnológicos na produção e a introdução de novas vacinas no calendário de campanhas de imunização fazem do trabalho de pesquisa uma das prioridades do Estado brasileiro. Estudos avançados contribuem para o desenvolvimento de novos produtos, já que o Brasil tem o domínio tecnológico das mais modernas gerações de vacina. 

No País, os principais produtores oficiais de vacina e soro são FIOCRUZ, Fundação Ataulpho de Paiva, Fundação Ezequiel DiasInstituto de Tecnologia do Paraná,Instituto Vital BrazilInstituto Butantan e Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos do Paraná.

Para saber qual o Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais mais próximo, entre em contato com o Disque Saúde (0800-611997). 

| A Tecnologia a serviço do cidadão - Ano 2017